Pesquisa personalizada

Depois do Bem-Bão: Moral da História

Compartilhe...



Não hora do bem-bão um ajuda o outro a ficar sem roupas. Depois do bem-bão cada um se veste sozinho. Moral da história: na vida ninguém te ajuda quando você já está ferrado.

Compartilhe. . .


Versão para Adultos de Cebolinha e Mônica.

Compartilhe...


Num mundo de gente que só pensa bobagem, uma história da Mônica com o Cebolinha seria mais ou menos assim:


A mãe da Mônica foi ao supermercado e a Mônica falou:

- Mamãe, compra um pirulito pra mim?

E a mãe de Mônica respondeu:

- Sim...

E a mãe de Mônica avisou:

- Mônica não atenda ninguém tá?

- Sim mamãe.

Logo depois, o Cebolinha chega na casa da Mônica e falou:

- Deixa eu entrar Mônica?

A Mônica respondeu:

- Papai não gosta e mamãe não deixa, papai gosta e mamãe não... Ta bom.

- Mônica vamos pro quarto? - Pede o Cebolinha.

- Papai não gosta e mamãe não deixa. Só um pouquinho... só pouquinho ta bom!

- Mônica vamos transar?

- Papai não gosta mamãe não deixa.

E o Cebolinha insiste:

- A só um pouquinho... só um pouquinho ta bom.

Mais tarde, a mãe da Mônica chega e diz:

- Mônica aqui está o seu pirulito

- Ah mãe, agora não precisa mais, já chupei um....

Compartilhe. . .


A palavra que significa tudo: M.E.R.D.A.!

Compartilhe...


Quem diria que um palavrão seria o termo mais versátil da língua portuguesa? A palavra M.E.R.D.A. é riquíssima como sinônimo. Serve em praticamente qualquer situação.

Veja abaixo alguns dos incontáveis usos. Acho que nem nos dicionários, nem na Wikipedia, será possível encontrar um concorrente à altura.

Vamos aos exemplos:

1) Como indicação geográfica 1: - "Onde fica essa M.E.R.D.A?"."."

2) Como indicação geográfica 2: - "Vá a M.E.R.D.A!"

3) Como indicação geográfica 3: - "Às 16:00hs - vou embora dessa M.E.R.D.A."

4) Como substantivo qualificativo: - "Você é um M.E.R.D.A!"

5) Como auxiliar quantitativo: - "Trabalho pra caramba e não ganho M.E.R.D.A nenhuma!"

6) Como indicador de especialização profissional: - "Ele só faz M.E.R.D.A."

7) Como indicativo de MBA: - "Ele faz muita M.E.R.D.A."

8) Como sinônimo de covarde: - "Seu M.E.R.D.A!"

9) Como questionamento dirigido: - "Fez M.E.R.D.A, né?"

10) Como indicador visual: - "Não enxerga M.E.R.D.A nenhuma!"

11) Como elemento de indicação do caminho a ser percorrido: - "Por que você não vai a M.E.R.D.A?"

12) Como especulação de conhecimento e surpresa: - "Que M.E.R.D.A é essa?"

13) Como constatação da situação financeira de um indivíduo: - "Ele está na M.E.R.D.A..."

14) Como indicador de ressentimento natalino: - "Não ganhei M.E.R.D.A nenhuma de presente!"

15) Como indicador de admiração: - "Puta M.E.R.D.A!"

16) Como indicador de rejeição: - "Puta M.E.R.D.A!"

17) Como indicador de espécie: - "O que esse M.E.R.D.A pensa que é?"

18) Como indicador de continuidade: - "Tô na mesma M.E.R.D.A de sempre."

19) Como indicador de desordem: - "Tá tudo uma M.E.R.D.A!"

20) Como constatação científica dos resultados da alquimia: - "Tudo o que ele toca vira M.E.R.D.A!"

21) Como resultado aplicativo: - "Deu M.E.R.D.A."

22) Como indicador de performance esportiva: - "O meu time não está jogando M.E.R.D.A nenhuma!!!"

23) Como constatação negativa: - "Que M.E.R.D.A!"

24) Como classificação literária: - "Êita textinho de M.E.R.D.A!!!"

25) Como situação de 'orgulho/arrogância' : - "Ela se acha e não é 'M.E.R.D.A NENHUMA!'"

E, como não poderia deixar de ser, vai sobrar pra você: Como indicativo de ocupação:
- "Para você ter lido até aqui, é sinal que não está fazendo M.E.R.D.A nenhuma!!!."


Aproveite a ocasião:
Indique para os seus amigos que, como você, vivem fazendo M.E.R.D.A nenhuma!

Compartilhe. . .


Piadas Picantes

Piadas Picantes não são as que tem pimenta.O que são Piadas Picantes? Nada mais são do que um sinônimo generalista, usado principalmente em Portugal, para um sem número de outros nomes ou categorias de anedotas. De forma ampla, se conteúdo é quase sempre considerado obsceno pelos puritanos e falso puritanos, pudico e tímidos. Enquanto o normal seria considerar o termo picante como relativo a algo apimentado, no humor ele se refere às piadas ditas sujas, pesadas, besterentas ou besteirentas (como seria o correto), eróticas ou relativas a sexo, de sacanagem e maliciosas. Por tanto, como se vê, a gama e o número de assuntos é amplo o bastante para que o repertório seja imenso, além de popular, e não faltará oportunidade e ocasião para você topar por aí com uma piada picante.